Ambulância Particular para Profissionais na Linha de Frente para Covid-19

Desde a chegada do Novo Coronavírus ao Brasil, medos e incertezas foram sentimentos que surgiram em todos nós. Na linha de frente, os profissionais responsáveis por lidar diretamente com os pacientes e com o vírus, também são acometidos por nervosismos, frustração, insônia e fadiga.

Contudo, equipamentos adequados e disponíveis a todos eles são essenciais para garantir o atendimento e assistência necessária às vítimas.

EPIs, leitos, ambulância particular, respiradores mecânicos e mão de obra são só alguns dos elementos necessários para salvar uma vida.

Profissionais Invisíveis das ambulâncias particulares

Há também os profissionais “invisíveis” na linha de frente, mas que ocupam um papel tão importante quanto os outros. São, por exemplo, os técnicos e auxiliares de enfermagem, agentes de manutenção e limpeza, maqueiros e os motoristas de ambulância particular.

Além disso, todos eles são fundamentais para atender a todos que necessitam de cuidados.

Entretanto, em uma pesquisa feita pelo PebMed, 89% dos profissionais que atuam no combate contra o vírus estão psicologicamente cansados e 97,2% sentem medo de contaminar os familiares que moram juntos.

Além disso, eles suportam rotinas cruéis, de longas horas de trabalho, com jornadas duplas e às vezes triplas. Dos 2.239 profissionais entrevistados que afirmaram atuar na linha de frente, as áreas de atuação eram de:

44,4% em emergência ou pronto atendimento
26,5% em ambulatório (atendimento eletivo)
23,1% em unidade de internação/enfermaria
23,1% em unidade de terapia intensiva (UTI/CTI)
6% em transporte de pacientes (ambulância)
4,9% em serviços de apoio (imagem, diagnóstico etc.)
70,7% atuam no sistema público de saúde
29,3% atuam no sistema privado de saúde

Profissionais das ambulâncias particulares

O atendimento aos pacientes pode começar bem antes de chegar aos hospitais. Os profissionais que atuam na ambulância particular, atuam de maneira heroica para atender um pedido de socorro.

Os atendimentos desse tipo aumentaram significativamente os pedidos de ambulâncias, que agora devem atender o número de casos em tempos comuns e mais os atendimentos de pandemia.

Os cuidados da ambulância particular destinadas à covid, também mudaram. Antes, após a chamada, usavam as roupas padrões e eventualmente máscaras cirúrgicas.

Hoje, todo o cuidado é pouco para evitar a exposição, eles vão desde a paramentação ideal e cuidados de higiene até a higienização completa da ambulância a cada atendimento.

Paramentação na ambulância particular

O que protege todos esses profissionais é o uso dos EPIs e as roupas adequadas. O uso de máscaras, luvas, toucas, aventais, face shield, álcool em gel e óculos de proteção devem estar disponíveis não só aos profissionais nas unidades de saúde, mas também nas ambulâncias.

A cada atendimento todos os equipamentos descartáveis devem ser trocados e o veículo é higienizado por cerca de 40 minutos, evitando qualquer risco de contaminação.

O uso do uniforme e botas é obrigatório. É recomendado ter um uniforme adicional, caso seja necessário a troca durante o plantão. O uniforme deve ser usado apenas nos locais de trabalho, evitando utilizá-los em restaurantes e transportes públicos.

Caso for levá-los para serem lavados em casa, transportá-los em sacos plásticos fechados corretamente e lavar as peças separadas das outras roupas de uso cotidiano. 

Todos os profissionais devem paramentar antes de entrar no ambiente em que tenha um paciente com suspeita da doença.

Além disso, evitar tocar na face durante todo atendimento. Seguir todos esses protocolos de segurança, mesmo que desconfortáveis, é fundamental.

Atendimento na ambulância particular

Os protocolos também não permitem acompanhantes para evitar exposição do vírus a outras pessoas, o que torna o atendimento na ambulância particular ainda sensível.

No caminho do transporte dos pacientes aos hospitais, eles vão se sentido cada vez mais sozinhos e são deixados no hospital, também não poderão ser acompanhados por eles.

Por isso, um acompanhamento de qualidade, por profissionais capacitados e seguindo todos protocolos vigentes, oferecendo confiança e conforto a todos os pacientes e tentando tranquilizá-los, na medida possível, faz toda a diferença.

Os pacientes confirmados ou suspeitos devem usar máscara no atendimento e no transporte ao hospital, caso seja tolerado.

O uso de oxigênio por meio dos dispositivos também deve ser considerado nesses casos.

Os profissionais também devem orientar os familiares a permanecerem em isolamento domiciliar e procurar a unidade de saúde mais próxima caso tenham os sintomas.

Ambulância particular

A atuação pré-hospitalar móvel, da medicina de emergência, tem as suas particularidades e demanda inúmeros atendimentos domiciliares, na rua, locais de trabalho e etc.

A ambulância particular para essa demanda possui diversas particularidades devido ao espaço físico disponível para os cuidados, condições para execução do trabalho, profissionais e equipamentos disponíveis e os cenários imprevisíveis do atendimento.

Pensando nisso, as recomendações adicionais para atendimento e ações de controle foram tomadas para evitar a transmissão do SARS CoV-2 no atendimento pré-hospitalar.

Na preparação do veículo, medidas como envolver os bancos dianteiros em sacos plásticos, proteger mochilas e outros itens que estejam no local com plástico filme PVC para facilitar a limpeza posteriormente, manter as janelas da ambulância particular aberta para facilitar a ventilação e circulação do ar.

É importante lembrar, que o ar condicionado deve extrair e não circular o ar. Abrir compartimentos e armários apenas quando essencial, os materiais necessários devem ser retirados antes do início do atendimento.

Limpeza ambulância particular

Após o atendimento confirmado ou suspeito de Covid-19, é feita uma desinfecção e limpeza da ambulância particular.

A tarefa compete a toda equipe, incluindo o motorista, enfermeiro, técnico de enfermagem e médico.

Por trabalharem no atendimento direto com as vítimas do Covid-19, esses profissionais da linha de frente possuem maior chance de se infectar.

Por isso, todos os cuidados abordados, tanto nos atendimentos como na ambulância particular para pacientes com covid devem ser levados a sério e seguidos corretamente.

Ambulância particular e seu papel na sociedade

Manter um ambiente de trabalho adequado nesse momento caótico, atenua os efeitos da pandemia e oferece mais segurança aos profissionais e às vítimas.

A ambulância particular para covid-19 cumpre um papel fundamental nos atendimentos de emergência e pré-hospitalares, conseguindo salvar milhares de vidas durante esse período.

Caso você tenha interesse nesses serviços com segurança e qualidade de atendimento, a Brasil Emergências Médicas oferece “ambulância particular” para atendimento de covid em Curitiba, de acordo com todos os regulamentos necessários vigentes, com o cuidado e respeito que o paciente e os profissionais precisam. Caso tenha alguma dúvida sobre o assunto, entre em contato conosco agora mesmo!