quarta-feira, fevereiro 21

    Por conta dos constantes avanços tecnológicos, têm sido cada vez mais comum ver a conta de luz aumentar.

    Diante disso, saber qual a melhor forma de economizar energia é de grande ajuda. É sobre isso que iremos falar no artigo de hoje.

    Qual a melhor forma de economizar energia?

    A cada dia mais as pessoas estão buscando formas de conseguir economizar energia elétrica, uma vez que os valores têm aumentado cada vez mais.

    Inclusive, de acordo com vários levantamentos, o Brasil é um dos países em que a energia está mais cara.

    Por isso, saber qual a melhor forma de economizar energia tem sido um tipo de necessidade. Mas, além de ser uma motivação financeira, também envolve a sustentabilidade.

    Também há pesquisas mostrando que o povo brasileiro ocupa o terceiro lugar no ranking de povos com maior consciência e preocupação com a sustentabilidade.

    E, sabendo que o mundo todo está passando por crises energéticas e hídricas, ter essa consciência se torna cada vez mais importante.

    Então, para aqueles que querem saber qual a melhor forma de economizar energia, podemos dar as seguintes dicas:

    1. Valorize a iluminação natural

    Valorizar a luz natural é uma das práticas mais benéficas para reduzir custos com energia elétrica, já que reduz a necessidade de ligar luzes artificiais.

    Além disso, a luz natural contribui para o melhor conforto visual e bem-estar, uma vez que aumenta o contato com os raios solares.

    Nesse caso, a dica é evitar o bloqueio de luz natural com móveis maiores, como roupeiros e estantes, por exemplo.

    Outra dica é manter as paredes em cores claras, já que elas também auxiliam a refletir melhor a iluminação do sol.

    Usar espelhos nas paredes ou até móveis que sejam espelhados também é uma excelente estratégia, uma vez que trazem sensação de amplitude e ajudam a iluminar os cômodos.

    2. Troque suas lâmpadas

    Por mais que aproveite a luz natural, à noite exige ligar as lâmpadas. Mas você sabia que esse tipo de iluminação é responsável por cerca de 20% do consumo total de energia?

    A dica nesse caso é optar por modelos que exigem menos consumo, como é o caso das lâmpadas de LED.

    Elas possuem um dos melhores custo-benefício, haja vista que são 80% mais econômicas que as incandescentes e 30% mais econômicas que as fluorescentes.

    3. Tire os aparelhos eletrônicos da tomada

    Se você acha que não faz diferença tirar os aparelhos eletrônicos da tomada, saiba que está muito errado. Ainda que seja pouco, no final do mês faz uma grande diferença.

    Inclusive, para aqueles que usam no break, o gasto pode ser ainda maior, já que o aparelho vai manter a bateria carregando por todo o tempo.

    Mas, dentre os equipamentos que mais consome energia, estão os televisores e fornos micro-ondas.

    Ao colocar na ponta do lápis, ainda que mês a mês possa ser um valor baixo, no final do ano pode resultar em um gasto realmente elevado, que poderia usar para alguma outra coisa.

    4. Tenha atenção ao estado dos eletrodomésticos

    Eletrodomésticos que tenham boas condições é vital para não gerar desperdício de energia elétrica. Em vista disso, você precisa manter essa atenção.

    Nesse caso, a dica é aplicar boas práticas de cuidados, como averiguar se a borracha da geladeira ainda está com uma boa vedação, limpar filtros de máquinas de lavar etc.

    5. Diminua o uso de aparelhos como ferro elétrico, chuveiro e máquina de lavar

    Essa dica é de grande importância sobre qual a melhor forma de economizar energia. Afinal de contas, esses são os aparelhos que mais fazem você gastar em energia elétrica.

    Tente passar mais roupas de uma só vez, diminua o tempo de banho ou use a função verão e junte várias peças para usar a capacidade total da sua máquina.

    Todas essas práticas, além de serem simples de aplicar, serão capazes de fazer com que você economize em energia elétrica no final do mês.

    Compartilhe.
    Avatar de Nathan López Bezerra

    Formado em Publicidade e Propaganda pela UFG, Nathan começou sua carreira como design freelancer e depois entrou em uma agência em Goiânia. Foi designer gráfico e um dos pensadores no uso de drones em filmagens no estado de Goiás. Hoje em dia, se dedica a dar consultorias para empresas que querem fortalecer seu marketing.