Close

Cuidados com os pés para bebês e crianças pequenas

cuidados-pes-bebes-criancas

Sabemos que a maiorias das pessoas nascem com os pés saudáveis e sem nenhum tipo de anomalia, mas os problemas de desenvolvimento e o abuso a que as pessoas sujeitam seus pés por usar calçados inadequados (isso inclui meias e sapatos), dá origem à estatística impressionante de que entre 75% a 80% da população adulta tem algum tipo de problema nos pés. 

Infelizmente, essas pessoas não procuram aconselhamento sobre seus pés até que problemas irreversíveis se desenvolvam na meia-idade. Claramente, o cuidado nos primeiros anos de formação é de vital importância e pode salvar muitos problemas na idade adulta. O pé é realmente uma maravilha da “engenharia” biológica e algo de sua complexidade pode ser compreendido ao perceber que os ossos dos pés constituem 1/8 de todos os ossos do corpo humano.

Desenvolvimento precoce

Ao nascer e ao longo do primeiro ano de vida ou mais, os pés dos bebês são bastante diferentes dos pés de um adulto. 

Em primeiro lugar, têm uma forma diferente, sendo mais largos no antepé e estreitos no calcanhar, sendo os dedos muitas vezes “encaracolados”. 

Em segundo lugar, os ossos não estão desenvolvidos e, neste estágio, consistem em nada mais do que cartilagem, por isso são macios e flexíveis. É por isso que crianças pequenas parecem fazer coisas com os pés sem nenhum dano, o que certamente machucaria um adulto. 

Os 26 ossos de cada pé se desenvolvem gradualmente ao longo dos primeiros anos, tornando-se basicamente ósseos aos 7 a 8 anos de idade, ponto em que os dedos dos pés geralmente se endireitam. No entanto, eles não estão totalmente desenvolvidos até o final da adolescência.

É muito importante permitir que os pés do bebê se desenvolvam da forma mais natural possível. Dentro de casa (e fora, quando o tempo está quente o suficiente) você deve encorajar seu bebê a chutar e se exercitar livre das constrições dos calçados, os músculos dos pés e pernas começarão a se fortalecer prontos para quando a caminhada começar.  Os pés de bebês e crianças pequenas crescem a uma taxa alarmante (muitas vezes superando a renda dos pais!)


Você deve monitorar continuamente o ajuste das meias e do sapato infantil, não se esqueça de verificar pijamas com pés, pois eles começarem a parecer um pouco restritivos, troque-os para o próximo tamanho ou corte a parte do dedo do pé para que os pés possam crescer desinibidos. 

A roupa de cama também pode restringir os pés do bebê, portanto, certifique-se de que não fique bem dobrada ou muito justas na parte dos pés. 

As unhas devem ser cortadas retas e não muito curtas. Os pais às vezes se preocupam com as unhas do bebê se enrolando e seguindo o contorno dos dedos dos pés. Isso é normal nos primeiros meses e devido à finura da unha. Em breve, elas endurecerão e desenvolverão uma aresta livre mais convencional. Nunca corte as laterais das unhas.

Primeiros passos do bebê

Este é um grande momento para os pais e, sem dúvida, uma sensação de realização também para o bebê. Resista à tentação de sair correndo e comprar o primeiro par de sapatos! Os pés do bebê são planos e largos e, neste estágio, projetados para funcionar descalços. Você não deve forçar a criança a andar cedo demais. Eles farão isso quando estiverem bem e prontos e a idade varia muito entre os indivíduos, com os primeiros passos independentes ocorrendo entre 10 e 18 meses, mesmo depois disso não significa necessariamente que algo esteja errado.

Primeiros sapatos

Nos primeiros estágios da caminhada, os sapatos são desnecessários. Na verdade, é desejável permitir que o bebê ande descalço e assim fortaleça os músculos dos pés. 

Obviamente, certifique-se de que não haja nada no chão que possa machucar os pés e certifique-se de que a área esteja limpa para minimizar o risco de infecção. 

Uma vez que o bebê está pronto para sair, a proteção dos sapatos torna-se necessária. Compre um sapato de boa qualidade, com a parte superior, pelo menos, de couro.  Uma marca de sapatos infantis que se preocupa com todo esse bem estar é a Gambo Premium Shoes.

Certifique-se de que as meias também caibam bem. Como dito antes, muito apertada será restritivo, e muito solta pode enrugar e também causar problemas. Sempre deixe uma quantidade razoável de espaço no calçado para crescimento futuro.

Problemas comuns e ansiedades

Os pais muitas vezes ficam preocupados porque seu bebê parece estar andando com os pés chatos. Nos primeiros estágios de desenvolvimento, isso é normal e dá a eles uma base mais estável até que as pernas e os pés ganhem força. Se os pés chatos parecerem persistir em uma criança de 5 ou 6 anos de idade e aparentemente estiver causando problemas, consulte um ortopedista ou fisioterapeuta, que será capaz de aconselhar se exercícios apropriados ou palmilhas corretivas podem ser necessários.

Virar os pés para dentro e para fora às vezes pode causar problemas. Se o seu filho parecer tropeçar mais do que o normal, observe-o caminhando e verifique essas questões.

Consulte um especialista para corrigir isso com exercícios, palmilha corretiva ou uma simples modificação no sapato. Às vezes, essas dificuldades residem em uma variação no desenvolvimento do quadril e pode ser necessário o encaminhamento para um pediatra ou consultor ortopédico.

Sinais para verificar se a criança precisa de mais apoio para os pés:

  • Só pode andar curtas distâncias antes de reclamar
  • Tropeçando ou parecendo desajeitado
  • Reclama de pernas doloridas

Dicas finais:

  1. Os sapatos de couro assumem a forma do pé, portanto, você nunca deve passá-los para outra criança, para quem esse formato pode ser totalmente inadequado e pode até causar danos.Os pés das crianças são muito flexíveis e pouco sensíveis, por isso muitas vezes não reclamam de áreas de pressão ou fricção. Portanto, é importante verificar seus pés regularmente (a hora do banho geralmente é a melhor). Como o crescimento do pé ocorre em surtos, você deve verificar o tamanho e o ajuste dos pés a cada 6-8 semanas nos primeiros anos (e não se esqueça das meias também!).
  2. Uma boa loja de calçados não se importará em te ajudar a medir e escolher o melhor tamanho para a criança. Mesmo as lojas online já possuem esse tipo de serviço, faça compras fora dos horários de pico, quando a equipe pode passar mais tempo com você. Nunca apresse o processo de compra de sapatos.
scroll to top