Close

Interesse por compras em lojas virtuais seguirá após a pandemia

lojas-virtuais-continuaram-apos-pandemia

Interesse por compras em lojas virtuais seguirá após a pandemia

A pandemia da COVID-19 levou grande parte do varejo tradicional para o universo do e-commerce. Em geral, as lojas físicas que se adaptaram às plataformas digitais prosperaram. A previsão é que a tendência crescente de compras online continue, mesmo após a pandemia.

Como as pessoas adotaram o distanciamento social como uma forma de desacelerar a propagação do vírus, naturalmente houve uma queda nas compras em lojas físicas. Isso significou um aumento nas compras online. Até mesmo uma nova base de clientes que ainda não tinham experiência online começou a procurar as lojas virtuais.

As mudanças observadas no comportamento do consumidor devem permanecer mesmo depois que as coisas se tornem relativamente normais. Portanto, os negócios tradicionais que não aderirem ao e-commerce devem sofrer fortes perdas nos próximos anos.

Mudanças no comportamento do consumidor

A pandemia mudou nosso modo de viver, mas também de comprar e consumir. Na verdade, se há um setor que cresceu exponencialmente nos últimos meses é o e-commerce. Isso se deve à conveniência que as lojas virtuais oferecem, já que o medo de sair de casa e se contaminar preocupa muitas pessoas.

Até mesmo aqueles que estavam mais relutantes em comprar online tiveram que quebrar essa barreira. A facilidade de encontrar o que precisam a qualquer hora e de qualquer lugar é um dos motivos do aumento na procura por lojas virtuais em diferentes setores de mercado.

Isso tem levado os varejistas a conquistar mais clientes em potencial, inclusive de pequenos nichos antes inacessíveis. Sem dúvida, o e-commerce tornou-se um espaço virtual que conecta empresa e cliente, onde a informação flui de forma imediata e direta, sem ser limitada por locais e horários.

Tendência pós-pandemia

A tendência de agregar uma estratégia de vendas online às vendas tradicionais tem crescido em nosso país. A oferta de preços atraentes, bem como a opção de frete mais barato ou grátis, juntamente com a possibilidade de receber um produto no mesmo dia, são alguns dos fatores que têm determinado os atuais hábitos de consumo, gerando novas tendências no e-commerce.

As empresas precisam revisar os fundamentos de suas estratégias de marketing, desde o produto até as políticas de preços, para se adaptar ao ambiente online. Muitos negócios que se consideravam imunes à revolução digital entenderam que essa experiência é inevitável e mudará para sempre a maneira como os clientes interagem com eles. 

As vendas presenciais tradicionais em lojas não desaparecerão totalmente, mas serão menos importantes do que eram antes da pandemia. Isso vai exigir grandes ajustes para muitas empresas. No entanto, todo desafio cria oportunidades.

Vantagens de criar uma loja virtual

Entre as vantagens de criar uma loja virtual podemos destacar a redução dos custos logísticos, uma vez que o negócio não precisa investir em infraestrutura ou pessoal para atender fisicamente ao público.  Outra vantagem muito significativa é que a empresa pode comercializar seus produtos de forma automatizada.

Além disso, com os dados que obtém do tráfego em seu site, o varejista pode usar ferramentas digitais analíticas para estudar o comportamento dos clientes, os seus gostos e preferências. Os resultados podem ser usados para orientar campanhas de marketing e demais ofertas para aumentar as vendas.

Se você tem uma loja física, saiba que ter uma loja virtual lhe dará maior visibilidade. A cada dia, há mais pessoas usando diferentes dispositivos para fazer compras online (celulares, tablets, computadores, etc.). Portanto, é muito importante que sua loja online esteja acessível a partir de qualquer dispositivo conectado à Internet.

Conclusão

Por fim, as atitudes, comportamentos e hábitos de compra dos consumidores estão mudando, e muitas dessas novas formas permanecerão pós-pandemia. Em função disso, os negócios tradicionais estão aderindo ao e-commerce.

Definitivamente, acredita-se que uma grande proporção da população brasileira continuará realizando compras online por diferentes motivos, seja pela facilidade de acesso, pela possibilidade de comparar preços rapidamente ou para evitar aglomerações em lojas físicas.

De fato, a pandemia da COVID-19 acelerou a transição para um mundo mais digital. Assim sendo, os varejistas que ainda não possuem uma loja virtual estão perdendo a oportunidade de vender mais e crescer em seu mercado.Para não perder essa vantagem competitiva, é importante que os varejistas que ainda não vendem online façam a transição para o e-commerce. Para acelerar esse processo, a B2 Rocket cria sua loja virtual em até 30 dias.

scroll to top