Como lidar com a birra das crianças? confira 8 dicas

Sabemos que as birras fazem parte do desenvolvimento dos pequenos e podem acontecer a qualquer momento devido à uma frustração, deixando os pais desconfortáveis e até mesmo sem saber lidar com a situação. No entanto, é importante ter em mente que elas ajudam na construção da linguagem, assim como os brinquedos criativos. Sendo assim, não é possível impedir que elas aconteçam, mas sim saber como lidar com elas. Isso porque, esses momentos irão ajudar a forma como o pequeno irá encarar seus sentimentos ao longo da vida. Ainda que não exista nenhuma fórmula mágica, existem algumas atitudes que podem contribuir positivamente para episódios de birra. Então, se quiser saber mais sobre o assunto confira nossas 8 dicas.

1. Seja firme

É essencial não ceder às vontades da criança quando faz birra, sendo fundamental se manter firme em sua decisão. Isso porque, caso contrário você acaba mostrando que sempre que esse tipo de episódio ocorrer ela irá ganhar o que deseja. Sabemos que pode ser muito difícil dizer “não” para seu filho, mas ele precisa aprender a lidar desde cedo com limites e frustrações. Afinal, a vida real não terá a mesma paciência que você, certo? 

2. Mantenha a calma

Não podemos deixar de lembrar que você é um exemplo para o pequeno e por isso, quanto mais tranquilo você estiver no momento da birra, mais rápido a situação irá se resolver. Além disso, como falamos, é importante não ceder às vontades da criança, pois ela precisa entender que em alguns momentos terá o que deseja e em outros não, assim como tudo na vida. Além disso, dessa maneira, você ainda pode trabalhar virtudes importantes como a paciência. 

3. Procure mostrar o lado racional

Ainda que possa parecer difícil, alguns especialistas recomendam que os pais ajudem o pequeno a pensar de maneira racional. Ou seja, explicar o motivo do por quê você está dizendo “não”, pois assim é possível despertar o interesse do pequeno. Além disso, mantenha o diálogo de forma simples, explicando de maneira clara e de fácil compreensão os sentimentos que ele ainda é incapaz de nomear. 

4. Desvie o foco da birra

Se a criança não conseguir se acalmar para te ouvir, procure distraí-la de alguma forma para tirar o foco daquele momento de estresse. Seja um cachorro passando na rua, brinquedo por perto ou até mesmo sugerir uma nova atividade para fazerem juntos. De acordo com especialistas, até os 5 anos, as crianças se concentram por pouco tempo em um assunto e por isso é mais fácil distraí-las. 

5. Previna os episódios

Geralmente, os episódios de birra ocorrem de maneira repentina, apenas devido à uma frustração. No entanto, em alguns casos eles ocorrem em momentos pontuais, como uma ida ao mercado ou shopping. Sendo assim, ter uma boa conversa antes de sair de casa pode ajudar a prevenir uma possível birra. Por isso, explique para onde estão indo, o que vão fazer, o que precisam comprar, etc. Além disso, quando possível, faça com que ele participe do processo de compras para distrai-lo e tornar o momento mais divertido. Ainda que no primeiro momento isso não funcione, lembre a criança da conversa que tiveram em casa e faça desse combinado uma rotina. Assim, ela irá assimilar cada vez melhor. 

6. Birras são pedidos de limites 

É fato que as crianças testam seus limites o tempo todo, visto que estão em formação e as birras geralmente são bons exemplos. Afinal, se você se der por vencido pelo cansaço ou vergonha, a criança irá vencer essa barreira. Portanto, ainda que em alguns momentos elas consigam o que querem, existem outros em que elas não vão ganhar a batalha e isso é saber esperar pela recompensa, um aprendizado muito valioso para a vida adulta. 

7. Não se importe com as pessoas ao redor

Devemos lembrar que é importante que os pais façam o que tem que ser feito no momento da birra ou até mesmo antes dela e não cedam às vontades da criança apenas para não passar vergonha. Você deve ter em mente que a educação de seus filhos é muito mais importante do que olhares de reprovação e por isso não deve se importar com as pessoas ao seu redor.

8. Converse com o pequeno

Por fim, mas não menos importante, passado o episódio, é importante dialogar com a criança sobre o ocorrido, mostrando-se disponível para conversar e escutá-la, mostrando seu posicionamento com clareza. É importante fazer ela compreender que esse não é o melhor caminho, procurando sempre estabelecer uma comunicação com o pequeno e assim criar uma relação mais forte. 

Então, com essas dicas, você poderá lidar melhor com os episódios de birra de seu pequeno. Lembre-se que o jeito como você irá lidar com eles irá contribuir diretamente para o desenvolvimento emocional da criança e por isso é importante ajuda-la a lidar com suas frustrações e dar sentido para essa experiência.

Comentários estão fechados.