Como ajudar um parente que sofre com vício em Álcool

Ajudar um ente querido com um aparente problema de uso indevido de álcool pode ser uma tarefa difícil, mas fazer isso pode ser impactante e recompensador para seu relacionamento com o seu parente. Talvez você tenha vontade de agir, mas não sabe como ajudar um parente que sofre com vício em álcool. Nesse caso este artigo vai te mostrar a melhor forma de dar apoio a alguém nesse sentido.

Para muitas pessoas, beber é uma parte normal da vida. Na maioria dos lugares, é legal e socialmente aceitável que um adulto desfrute de uma bebida alcoólica. Mas, uma vez que os efeitos do álcool variam muito de uma pessoa para outra, nem sempre é fácil dizer quando o consumo de álcool de um parente ultrapassou a linha do consumo social responsável para o abuso de álcool.

 Não há uma quantidade específica que indique que alguém tem um transtorno por uso de álcool. Em vez disso, é definido pela forma como a bebida afeta a vida da pessoa amada.

Nestes tempos difíceis de pandemia global, incerteza econômica e alto desemprego, muitas pessoas estão bebendo mais do que antes na tentativa de aliviar o estresse.

Embora seja fácil de entender, isso não o torna menos preocupante. Consumir álcool para lidar com o estresse, lidar com dificuldades ou evitar se sentir mal pode ser um sinal de que a bebida se tornou um problema para o seu parente.

O abuso e o vício do álcool não afetam apenas a pessoa que bebe – afetam também suas famílias e entes queridos. Assistir a um amigo ou membro da família lutando contra um problema com a bebida pode ser tão doloroso quanto frustrante.

O seu ente querido pode perturbar a vida familiar ao negligenciar as suas responsabilidades, entrar em dificuldades financeiras e jurídicas ou maltratar ou até abusar de si e de outros membros da família.

Testemunhar o vício de um parente e a deterioração de seu relacionamento pode desencadear muitas emoções angustiantes, incluindo vergonha, medo, raiva e autocensura. O vício de um parente pode até ser tão opressor que parece mais fácil ignorá-lo e fingir que nada está errado. Mas, a longo prazo, negar isso só trará mais danos para você, para sua pessoa amada com o problema e para o resto de sua família.

Por isso, a melhor forma de prestar apoio é aprender como ajudar um parente que sofre com vício em álcool. Apesar de ser uma situação muitas vezes angustiante e talvez dolorosa, buscar a ajuda necessária é a melhor opção.

Como ajudar um parente viciado em bebidas alcoólicas

É importante lembrar que você não está sozinho em sua luta. O alcoolismo e o abuso do álcool afetam milhões de pessoas, de todas as classes sociais, raças, origens e culturas. 

Mas existe ajuda disponível. Embora você não possa fazer o trabalho árduo de superar o vício de parente, sua paciência, amor e apoio podem desempenhar um papel crucial em sua recuperação a longo prazo. 

Com isso em mente, você pode ajudar a aliviar o sofrimento de seu ente querido, preservar sua saúde mental e bem-estar e restaurar a calma e a estabilidade em seu relacionamento e vida familiar.

Saber como ajudar um parente que sofre com vício em álcool, pode ser crucial para manter a paz e união dentro da família.

Falar com seu parente que sofre com o vício em bebidas não saudáveis ​​ou perigosas pode ser extremamente eficaz e construtivo se for feito com tato, com compaixão e com as ferramentas adequadas.

Em primeiro lugar, se você está planejando conversar com seu ente querido sobre como ele bebe, evite abordá-lo enquanto ele estiver sob a influência do álcool. Falar com alguém que está sob a influência de álcool raramente terá um resultado positivo. 

Em vez disso, tente abordar a pessoa que você ama em um momento em que ela estiver sóbria. Em vez de começar com uma acusação, você pode tentar abordar esta conversa usando declarações do tipo “eu”: “Fico triste quando vejo você nessa situação”.

Expressar sua preocupação, desapontamento e tristeza antes de destacar qualquer um de seus erros pode provocar uma resposta mais aberta ou positiva de seu parente. 

Há uma chance de que seu ente querido esteja intimamente preocupado consigo mesmo e não tenha compartilhado isso com você ainda, e seus comentários atenciosos podem abrir a porta para novas conversas e ações.

Depois de expressar a maneira como você se sente em uma conversa com seu parente, ele pode estar aberto a receber tratamento profissional para seus problemas de abuso de substâncias. 
Saber como ajudar um parente que sofre com vício em álcool é muito importante, e a melhor ajuda que você pode dar é tendo empatia e compaixão por seu parente. Além disso, a ajuda profissional é essencial para uma recuperação bem sucedida. Para saber mais sobre essa ajuda visite o blog Viver Sem Drogas