5 dicas para escolher a cama ideal

Depois de escolher o imóvel ideal junto à imobiliária, é importante cuidar de outras partes importantes, como a escolha dos móveis por exemplo. Contudo, pelo fato de que passamos cerca de um terço de nossas vidas dormindo, é essencial ter cuidado no momento de escolher a cama certa. Afinal, além de contribuir para a decoração do ambiente, será fundamental para promover o descanso adequado em suas noites. Nesse sentido, a cama é um elemento que impacta significativamente em sua qualidade de vida e merece uma atenção especial.

No entanto, sabemos que existem praticamente infinitos modelos disponíveis no mercado e por isso pode ser difícil escolher o ideal. Então, pensando em te ajudar, preparamos o post de hoje com dicas importantes para você encontrar a cama ideal. 

  1. Avalie o espaço disponível

O primeiro ponto que precisa ser considerado é o espaço disponível no quarto para não deixar o ambiente apertado demais e atrapalhar a circulação. Além disso, é importante considerar a distância para abrir portas e gavetas do guarda-roupa sem esbarrar em nada, assim como incluir outros objetos do quarto, como mesinha de cabeceira, peças decorativas, baús, puffs, etc. A distância mínima entre a cama e parede deve ser de 65 centímetros e para a cama de casal, é importante que as duas laterais fiquem livres para que os dois se levantem com facilidade. 

  1. Considere o tamanho da cama

É comum que as pessoas desejam um modelo king size, mas é fato que nem todo mundo pode ter essa cama, visto que dependendo do espaço, pode atrapalhar significativamente a passagem, tarefas e dia a dia do usuário. Portanto, atente-se aos tamanhos, que irá servir tanto para camas tradicionais como os modelos box, optando pelo que você terá mais conforto na hora de dormir e em sua rotina. Inclusive, devemos lembrar ainda que quanto maior o móvel, mais caras serão as roupas de cama. Sendo assim, considere também esse ponto. 

  1. Priorize o conforto

É fundamental que você priorize o conforto que a cama irá promover, não apenas em relação à densidade do colchão, mas também quanto à ergonomia de forma geral. Sendo assim, observe a altura, comprimento e largura, assim como os materiais da composição e se o design da cama é seguro. 

  1. Quais são principais tipos?
  • Cama-baú: É excelente para guardar a roupa de cama, por exemplo, sendo bastante utilizada em quartos de crianças e adolescentes. Além disso, para quartos de casal com menos armários, também é uma boa solução para otimizar os espaços. 
  • Beliche: Mais utilizado em quartos infantis e de adolescentes, esse modelo é ideal para a criação de algo lúdico, como a inclusão de escorregador e escadas. 
  • Bicama: Muito utilizado em quartos de crianças e adolescentes, ele é comum quando dois irmãos dormem juntos ou em quarto de hóspedes. 
  • Sofá-cama: Ainda que não tenha o mesmo conforto que uma cama comum, o sofá-cama é utilizado em projetos específicos, como home office, quarto de hóspedes ou do bebê. 
  • Cama alta: É um modelo muito escolhido por quem tem pouco espaço no quarto, visto que abaixo dele é possível incluir armários, gavetas e até mesmo uma escrivaninha. 
  • Cama baixa: Com base recuada e suspensa, ela é mais baixa que o padrão e tem inspiração oriental. 
  • Cama com dossel: Muito utilizada por reis e rainhas, até os dias de hoje é comum, principalmente para proteção contra insetos, além de trazer um ar clássico para o ambiente. 
  • Cama embutida: A cama embutida é uma ótima solução para otimizar o espaço dos imóveis, visto que irá possuir mais de uma função.
  • Cama futon ou tatame: Inspirada no oriente, é uma ótima opção para quem quer maior sensação de relaxamento. Com base recuada e colchão apoiado, tipo futon, é capaz de ampliar o quarto. 
  • Cama suspensa: Esse tipo exige a fixação na parede ou no teto, sendo bastante ousada, mas que demanda muita atenção por questões de segurança.
  1. Avalie a necessidade da cabeceira

Muitos têm dúvida sobre a cabeceira da cama, mas alguns especialistas indicam o uso, pois ela complementa o móvel, além de delimitar a área e ajudar no isolamento térmico da parede. Contudo, independente se for tapeçaria, metal ou madeira, a cabeceira ainda pode ser substituída com uma pintura na parede ou até mesmo por uma composição de quadros e almofadas abaixo dela. 

Então, agora que você sabe como escolher a cama ideal para você, já pode sair às compras. Lembre-se que o conforto é o principal elemento que precisa ser considerado, pois assim você garante maior qualidade de vida e dificilmente terá feito uma escolha ruim. Além disso, se possível, conte com a ajuda de especialistas para evitar problemas e dores de cabeça desnecessárias. 

Gostou do post de hoje? Então não deixe de conferir outras matérias disponíveis em nosso Blog.

Comentários estão fechados.